No Trânsito 10 Anos – Parte I


A data de hoje é muito especial para nós, pois completamos uma década online.

Antes de mais nada, na condição de fundador do No Trânsito, preciso contar como tudo começou.

O ano era 2004. Eu estava com 16 anos de idade, morando em Atlanta (EUA) há 2 anos com minha família, levando uma vida bem americana. Nesta época, alternava meu tempo entre os estudos na high school (com direito a passeios diários nos tradicionais ônibus escolares amarelos) e minha recém-criada empresa de manutenção e venda de equipamentos de informática, a qual atendia predominantemente o público brasileiro e latino da região.

Nesta época, as câmeras digitais estavam enfrentando um momento de popularização, e como um grande apaixonado por fotografia, adquiri minha primeira câmera digital. O modelo era muito simples, uma compacta Sony Cybershot P32 de 3.2 megapixels e praticamente nenhum recurso. Comprei para uso pessoal. Também estava em alta novos meios de comunicação através da internet, e um dos sites mais populares do mundo era o Fotolog. Muitos podem não recordar-se do mesmo ou até mesmo nunca ouviram falar, mas digamos que ele era o Instagram da década de 2000. A própria internet ainda era muito limitada, e o Fotolog foi um dos precursores das redes sociais, e inclusive da popularização do mercado de câmeras digitais.

Foi com esta câmera compacta que tudo começou. Na foto é possível ver até mesmo as marcas de uso. Infelizmente não sei onde ela foi parar, não a tenho mais...

Foi com esta câmera compacta que tudo começou. Na foto é possível ver até mesmo as marcas de uso. Infelizmente não sei onde ela foi parar, não a tenho mais…

Com estas duas ferramentas em mãos, câmera digital e Fotolog, acabei agregando a isto mais uma paixão, os carros. Por ser uma cidade muito rica, Atlanta possui destaque em relação aos carros esportivos e de luxo. A própria sede da Porsche na América do Norte fica localizada lá, entre outras grandes empresas multinacionais de renome. Ver carros deste tipo por lá é comum, em qualquer lugar da região. Munido de uma câmera digital e o interesse em flagrar estes carros, iniciei minha saga.

No Fotolog, além das páginas pessoais, haviam também páginas comunitárias onde qualquer pessoa poderia postar fotos sobre um determinado assunto. Logo, comecei a participar diariamente das páginas dedicadas a carros, enviando os flagras que eu fazia pelas ruas dos Estados Unidos e atingi bastante êxito, pois naquela época, era difícil encontrar alguém que se dedicasse a isso, até mesmo porque estávamos em um tempo em que não haviam celulares com câmeras, e quase ninguém carregava uma câmera digital por aí.

Foi então no dia 24 de março de 2004 que resolvi deletar todas as minhas fotos pessoais da minha página no Fotolog, que levava meu sobrenome, e passei a publicar somente os flagras que eu fazia. O sucesso foi imediato. Milhares e mais milhares de acessos diários a minha página, vindos de todos os cantos, e acabei ganhando uma certa fama no próprio Fotolog, era comum estar em destaque na página principal deles devido a quantidade de visitantes que eu possuía. Dois meses depois adquiri minha segunda câmera digital, desta vez uma Sony F-717 de 5 megapixels, um modelo mais avançado, mas ainda não era profissional. Cheguei a realizar trabalhos em lojas especializadas em carros de luxo por alguns períodos. Em suma, já estava completamente envolvido no mundo dos carros.

Primeira postagem no Fotolog, em 24 de março de 2004. "Cansei do meu fotolog e agora estou fazendo um fotolog somente de fotos de carros que eu mesmo bato foto. Ta ai o primeiro.."

Primeira postagem no Fotolog, em 24 de março de 2004. “Cansei do meu fotolog e agora estou fazendo um fotolog somente de fotos de carros que eu mesmo bato foto. Ta ai o primeiro..”

Em 2005 retornei ao Brasil, já com 18 anos, e resolvi deixar este negócio de flagras de carros de lado, atualizando o Fotolog com pouquíssima frequência. Aliás, o próprio Fotolog já estava em decadência com a chegada de novas redes sociais, como o Orkut.

Em 2007, morando em São Paulo (sou natural de Florianópolis), e com uma certa nostalgia dos tempos de flagras, pois São Paulo também é uma cidade muito rica e com muitos carros esportivos e de luxo, resolvi então retomar os flagras, mas não queria resgatar o Fotolog, queria algo mais profissional e totalmente independente. Nascia então em 18 de março de 2007 o notransito.com.

Este era o layout do No Trânsito em 2007. Ficou assim até março de 2009, com a chegada da versão 2.0

Este era o layout do No Trânsito em 2007. Ficou assim até março de 2009, com a chegada da versão 2.0

A princípio, o site tinha como proposta seguir o que eu já fazia no Fotolog. Flagras de carros nas ruas e fotos em detalhes de determinados modelos nas concessionárias, acrescentando algumas informações sobre os mesmos. Mas por estar em um ambiente próprio, sem limitações, as ideias para expansão eram infinitas. A essência, no entanto, era a mesma. Fotos de carros.

Muitas pessoas que já seguiam meu Fotolog passaram a acompanhar o No Trânsito, o que me deu um impulso muito grande logo de cara, pois de imediato já tinha uma interatividade com o público. Conteúdo eu tinha muito, pois havia muito material que havia feito no passado, ainda nos Estados Unidos e que poderia reutilizar no site, como aconteceu com a primeira postagem do No Trânsito, que foi de um Lamborghini Murciélago Roadster, feito na concessionária Lamborghini de Atlanta (EUA).

A primeira postagem do site foi com este Lamborghini Murciélago Roadster. As fotos foram feitas ainda em 2004, em Atlanta (EUA).

A primeira postagem do site foi com este Lamborghini Murciélago Roadster. As fotos foram feitas ainda em 2004, em Atlanta (EUA).

Em março de 2009, o site já contava com seus dois anos de vida, e após uma jornada de 5 anos postando material exclusivo e próprio, resolvi abrir espaço para novos colaboradores. Tornar o No Trânsito um site que não fosse só meu, mas de pessoas que compartilhassem da mesma paixão por carros, que pudesse acrescentar novos flagras, fotos, textos, conteúdos relacionados a carro. Para isto, o colaborador precisava seguir à risca o padrão do site: conteúdo exclusivo e próprio. De cara houve muitas pessoas interessadas em participar deste mundo, e inclusive gente de fora do Brasil.

A primeira postagem de colaboradores no site veio de um francês que nunca esteve no Brasil e sequer falava português, mas compartilhava do mesmo interesse. Apesar de termos perdido o contato com o tempo, ele atualmente ele trabalha em uma revista automotiva francesa.

A primeira postagem de colaboradores no site veio de um francês que nunca esteve no Brasil e sequer falava português, mas compartilhava do mesmo interesse. Apesar de termos perdido o contato com o tempo, ele atualmente ele trabalha em uma revista automotiva francesa.

Neste mesmo mês, com a chegada de um novo membro, Gus Fune, que cuidaria só da parte técnica do site, apresentamos a versão 2.0 do site com novo layout.

No Trânsito 2.0 que foi introduzido em março de 2009, com novo layout, mais conteúdo, colaboradores, entre outras novidades...

No Trânsito 2.0 que foi introduzido em março de 2009, com novo layout, mais conteúdo, colaboradores, entre outras novidades…

Ainda em 2009, o destino me levou diretamente ao caminho de um novo colaborador, o Lauro Vizentim, que participa do site até hoje até hoje com conteúdo sobre a Fórmula 1. No ano seguinte iniciamos o nosso tradicional Bolão de Fórmula 1, gratuito e com premiação. Na segunda parte o próprio Lauro falará sobre sua história com o site.

O ano de 2010 foi marcado pelos eventos. Track days, Salão do Automóvel, onde havia algo acontecendo relacionado a carros, nós estávamos lá fotografando e postando no site. Este tipo de conteúdo é apresentado até hoje no site juntamente com as matérias e os flagras.

Em outubro de 2012 foi a vez de nos atualizarmos e lançarmos a versão 3.0 do No Trânsito. Já em setembro de 2014, veio a versão 4.0 que é a que estamos atualmente. Com relação ao conteúdo, quase nada mudou. Em 2012 realizamos um concurso cultural onde premiamos a melhor foto enviada pelos nossos leitores. Posteriormente tivemos um espaço para o envio de flagras dos leitores, entre outras coisas.

No Trânsito 3.0 apresentado em outubro de 2012. Este layout foi utilizado até setembro de 2014, quando foi substituído pelo atual.

No Trânsito 3.0 apresentado em outubro de 2012. Este layout foi utilizado até setembro de 2014, quando foi substituído pelo atual.

Bom, acredito que através deste enorme texto consegui resumir a história do No Trânsito. Ao longo destes anos tivemos dezenas de colaboradores, os quais alguns ainda permanecem conosco, como é o caso do Fernando Marques, que através de suas colaborações tornou-se um grande amigo. Ele também irá falar sobre sua história aqui na segunda parte deste post.

Já os outros colaboradores, bem, cada um seguiu um rumo, alguns iniciaram suas colaborações por aqui ainda na adolescência e hoje possuem carreiras de sucesso, inclusive na fotografia, como é o caso do Nicolas Carrelo, fotógrafo de renome em Campo Grande (MS). Uns foram morar fora e se desligaram totalmente do mundo dos carros, como é o caso da Débora Stefania, que atualmente mora na Austrália, casada com um australiano e já com uma família formada. Outros simplesmente sumiram do mapa.

Gostaria de finalizar agradecendo a todos os nossos colaboradores, visitantes, parceiros, anunciantes, enfim, todos que de uma maneira ou outra passaram por aqui ao longo desta década, que nos ajudaram a manter este ambiente no ar por todo este tempo.

Ainda estamos longe de alcançarmos nossos objetivos aqui no site. Temos muitos projetos que ainda não puderam ser efetivados, muitas mudanças para serem feitas, e muito conteúdo para ser publicado. Quem nos acompanha sabe que de tempos em tempos damos uma “sumida” mas de uma hora para outra voltamos com força. Nosso site possui uma identidade própria, única, não seguimos nenhum rótulo.

São 10 anos publicando fotos e textos próprios, com exclusividade, com paixão, com qualidade. Continuaremos a fazer isto por muitos e muitos anos, pois para nós, o que importa é saber que estamos colaborando com a comunidade automotiva, seja através das fotos, seja através da informação, tudo isto de forma gratuita e acessível para todos.

Até o momento são milhares de postagens, dezenas de milhares de fotos, centenas de matérias exclusivas, 7 anos de bolão, milhões de visitantes, dezenas de milhares de comentários, milhares de seguidores em nossas redes sociais. As estatísticas seguem em frente, assim como o site…

Na segunda parte, o Fernando Marques e o Lauro Vizentim contarão mais um pouco da história do site com suas palavras.

Mais uma vez, agradeço a todos que estiveram conosco até aqui. Que venha mais uma década!

Guilherme Nascimento

Guilherme é fotógrafo automotivo e sua especialidade são os carros exóticos. Criou o site “No Trânsito” em março de 2007 como uma forma de mostrar suas fotos ao mundo.

4 Responses

  1. Glauco de F. Pereira says:

    Muito legal saber a estória do site, de onde veio, como começou e para onde vai. Só resta parabenizar Guilherme e toda a equipe que construíram este espaço e que permanece até hoje, o que, em época digital, 10 anos é quase uma eternidade!

    Parabéns, vida longa, muitos flagras e mais 10, 20, 30, 40, 50 anos…

    E que, da mesma maneira os flagras, que o bolão tenha vida longa e com disputas cada vez melhores!

  2. Sergio zaher says:

    Parabéns!!!!!
    E como disse o Glauco “Vida Longa”
    Abraço a todos

  3. Ralph Germano says:

    Parabéns ae… Sou dos que te acompanha desde os tempos de Fotolog…
    Saúde e que venha mais 10 anos….

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *