Audi RS Q3


A Audi acaba de trazer para o Brasil a versão esportiva do SUV derivado do A3. Eu e o Fernando Marques fomos até a Audi Center de nossas cidades para conhecer o modelo de perto.

Antes de iniciarmos, acho interessante citar que esta matéria está sendo produzida em conjunto. O Fernando ficou encarregado das fotos, feitas na Audi Center Santos, enquanto eu apenas fui conhecer o carro para a produção do texto abaixo. Nesta ocasião fui até a Audi Center Florianópolis, ou Audi Breitkopf. O modelo chegou esta semana às concessionárias, sendo que em algumas ainda nem alcançou o showroom. Por se tratar de uma novidade, decidimos que a matéria, as fotos e a publicação seriam feitas no mesmo dia, ou seja, hoje.


O Audi RS Q3 é o primeiro modelo da linha Q a incorporar a divisão de alto desempenho da Audi. Intitulada RS (Renn Sport), que significa Racing Sport em alemão. O precursor desta linha é o Audi RS2 Avant, lançado em 1994 e com um desempenho impressionante até mesmo para os padrões atuais. O modelo, hoje com 20 anos, acelera de 0-100 km/h em apenas 4.8 segundos e atinge velocidade superior a 260 km/h. Além do desempenho avassalador, o modelo também era conhecido por conta da parceria com a Porsche, que preparou diversos itens para o carro, como freios, suspensão e motor. Uma verdadeira lenda que faz com que carros que recebam o emblema RS sejam tratados com respeito e admiração pelos entusiastas automotivos.

Audi RS2 Avant

Audi RS2 Avant: o início de uma lenda.

Na minha opinião, não creio que o RS Q3 seja digno de receber o emblema RS. Creio que o emblema S, como ocorre no Audi SQ5 já estivesse de bom tamanho. O escapamento duplo no formato oval, sempre presente em todos os modelos RS (com exceção do Audi RS2 Avant), foi reduzido a um escapamento oval único. A impressão é que falta algo. Os bancos em concha, outra característica da linha RS, foram esquecidos, o modelo usa o mesmo banco da versão normal, mas personalizado com alcântara. No interior, nenhum detalhe em fibra de carbono, a única diferença visível está no volante com base achatada, além dos emblemas RS que estão na manopla do câmbio, painel de instrumentos, volante, bancos e soleiras. O desempenho para um SUV é excelente, mas frente ao restante da linha RS, fica a desejar.

Tem algo faltando na traseira do Audi RS Q3. Cadê os escapamentos duplos ovais?

Tem algo faltando na traseira do Audi RS Q3. Cadê os escapamentos duplos ovais?

Se por dentro o RS Q3 mantém a discrição, por fora apresenta leves mudanças, tanto é que demorei a notar RS Q3 nos fundos da oficina, pensei se tratar de um Q3 normal. No entanto, há diferenças. O Q3 RS possui um parachoque frontal de maior dimensão, logo Quattro no centro, aerofólio e difusor traseiros, além dos já tradicionais retrovisores em alumínio polido. O escapamento fica localizado na mesma posição, mas foi substituído por um oval, como já citado anteriormente.

A principal mudança está mesmo no motor. O 2.0 TFSI de quatro cilindros com 170 cv e 211 cv de potência dá lugar ao 2.5 TFSI de cinco cilindros com 314 cv de potência. Este motor também é utilizado no Audi RS3 e Audi TT-RS, mas teve sua potência reduzida. A tração Quattro continua presente, bem como o câmbio S-Tronic de 7 velocidades. Uma nova suspensão foi aplicada ao modelo, reduzindo a altura do veículo em 25 milímetros. Os freios também foram substituidos e as pinças estampam o emblema RS. As rodas são aro 19 e pneus 235/40 R19. Prefiro o desenho do aro 20, oferecido opcionalmente.

A aceleração de 0-100 km/h é feita em torno de 5.2 segundos, e a velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h.

Creio que o Audi RS Q3 seja um nicho de mercado, uma versão de alto desempenho para a gama de SUVs de luxo compactas, muito bem representada por modelos como o Range Rover Evoque, BMW X1, Volkswagen Tiguan e Mercedes-Benz GLK, sendo que nenhum deles possui uma versão mais apimentada e com visual puramente esportivo. No exterior já roda o Mercedes-Benz GLA 45 AMG, um competidor direto para o Audi RS Q3, mas sua chegada por aqui ainda é incerta.

Partiu? Foto: Guilherme Nascimento

Partiu? Foto: Guilherme Nascimento

Se eu pudesse apostar, diria que os compradores do RS Q3 serão, em sua grande maioria, jovens bem sucedidos financeiramente que pretendem entrar na onda dos SUVs urbanos, mas que não abrem mão do desempenho já conhecido da linha S e RS da Audi, M da BMW e AMG da Mercedes-Benz, modelos estes que figuram entre as opções de compra deste público.

Gostaria de encerrar a matéria agradecendo o nosso fotógrafo Fernando Marques pelas excelentes fotos abaixo, e as concessionárias Audi Center Santos (local das fotos) e Audi Center Florianópolis pelo primoroso atendimento de sempre, ambas com um excelente padrão de qualidade, digno da Audi.


Fotos: Fernando Marques
Edição: Guilherme Nascimento

P.S.: A maior demonstração de reconhecimento que você pode atribuir ao nosso trabalho é apreciar as imagens abaixo e deixar um comentário no final desta página. Agradecemos o seu tempo e sua visita!

Guilherme Nascimento

Guilherme é fotógrafo automotivo e sua especialidade são os carros exóticos. Criou o site “No Trânsito” em março de 2007 como uma forma de mostrar suas fotos ao mundo.

14 Responses

  1. Victor BM says:

    Bonito por dentro e por fora, mas a proposta não me encanta. Prefiro uma SUV mais robusta, ou um esportivo mais baixo.

    Faltou uma informação importante: o preço. 🙂

    • Ainda não tem preço muito bem definido Victor, pois o carro ainda nem foi lançado oficialmente aqui no Brasil, mas parece que custará a partir de R$ 275.000,00 e ainda não está confirmado se terá opcionais ou não. A princípio chegou um lote com 18 unidades.

  2. vinicius TLC says:

    Acabamento extremamente refinado q alias nao deve nada a mercedes e bmw acho ate q de uns tempos pra ca esta superior as conterraneas. Mas concordo plenamente que neste carro um SQ3 estaria d bom tamanho. Nao chega a ser um RS.
    Parabens e continuem com este belo trabalho acompanho vcs ha 6 anos!

  3. rodrigo losi says:

    Belo carro, mais o valor dele, pegaria outro carro. Mais esse tom de azul é demais.

  4. RTP says:

    Texto excelente, aliás foi o que me prendeu a matéria pois o carro não encanta nada. Realmente, não é digno do RS. E o preço… dá pra pegar muita coisa melhor. Francamente, não consigo imaginar sucesso em vendas.
    Quantos aos clicks, parabéns Fernando!
    Abraços!

  5. Glauco de F.Pereira says:

    Guilherme, Fernando e toda a equipe do No Trânsito. Mais um primoroso trabalho, como sempre!

    Quando disseram sobre os prováveis concorrentes, fiquei sentindo falta de um, acho eu que ainda não disponível por aqui: O Porsche Macan.

    Não seria ele um concorrente deste RS Q3 não?

    Mas, cá entre nós, para merecer a sigla RS, no mínimo um V8, não?

    Nestas horas, a vontade é de mandar este downsizing, que vem retirando alguns V8 e V10, para bem longe…

    • Fernando Marques says:

      Muito obrigado a todos pelos comentários! Glauco, o concorrente do Porsche Macan é o Audi SQ5, com um motor 3.0 V6 com compressor, desenvolvendo 354 cv. O preço gira em torno de R$ 310.000,00.

  6. Walter Herrera Jr says:

    Boa reportagem e Fotos! Parabéns!

  7. Rafael Miyake says:

    Carro quase fodão… o que mata são os retrovisores cinzas. Pra que isso??

  8. Gabriel says:

    Ridívulo não ter nenhum emblema externo que cite ser um RSQ3.

  9. Dheyk Lúcio says:

    muito massa esse carro Q3 Attraction era foda essa versão ae e ainda melhor !

Leave a Reply to vinicius TLC Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *